segunda-feira, 29 de setembro de 2014

REDP apoia criação de Grupo de Consumidores em Irati - Pr


Integrantes da REDP participaram de reunião que aconteceu neste dia 27 de setembro de 2014 na CES – Casa da Economia Solidária de Irati. Estiveram presentes representantes de consumidores, associações, movimentos sociais, entidades de apoio e gestores públicos.

Segundo a Sra. Taís (Articuladora da REDP), a proposta em se criar um Grupo de Consumidores vem sendo discutida desde 2010 no âmbito da REDP e em Irati, assessorada pela Associação CORAJEM, aconteceu uma experiência em 2012 onde foi organizado um grupo de 10 famílias de consumidores que adquiriam produtos de uma associação de agricultores, mas que devido a problemas de transporte e de pouca produção o grupo paralisou. Com a retomada da discussão, além destas 10 famílias, mas outras estão interessadas em participar, como: professores de escolas; integrantes do FMESI - Fórum de Economia Solidária de Irati; famílias dos bairros; entre outros. A meta é alcançar em torno de 100 famílias até 1º semestre de 2015.

Quanto aos fornecedores, além dos empreendimentos do FMESI que produzem diversos produtos artesanais, como: ornamentos, utensílios, brinquedos, pães, bolos, roupas, calçados, etc., também haverá produtos da agricultura familiar de Irati e da região que está sendo articulado pela REDP. O apoio para que este processo gere resultado é bem importante, por isso, algumas parcerias já se colocaram a disposição, como a/o: Associação CORAJEM, FMESI, REDP, MST e o DESOL – Departamento de Economia Solidária. Salienta o Sr. Rodrigo do DESOL.      

Esta iniciativa é uma ação que está acontecendo a partir da demanda criada pelo FMESI  e que está sendo executada pela Equipe do PCCON – Produção, Comercialização e Consumo, que teve início a partir da 1ª PMESI – Plenária Municipal de Economia Solidária de Irati, que aconteceu em setembro de 2013, a qual foi integrada ao PLAMESOL – Plano Municipal de Economia Solidária (no Objetivo 4º, Meta 13, Atividade 1ª) e também na lei Municipal de Fomento a ECOSOL nº 2956/2009 no Capitulo 1º, Artigo 2º, Parágrafo único:  A formação de redes de colaboração que integram grupos de consumidores, produtores e prestadores de serviços para a prática do mercado solidário é prioridade da Economia Solidária.

O grupo também fez um debate no início da reunião sobre a importância deste grupo e seu Objetivo de Unir o Campo e a Cidade em torno de um projeto comum de gerar economia a partir de suas realidades em uma prática de consumo consciente, ético e responsável. Além disto, a proposta também prevê: consumir produtos de qualidade sem agrotóxicos; diminuir (as filas nos postos de saúde) as doenças, principalmente o câncer; ter acesso a outros tipos de alimentos não disponíveis no mercado; realizar momentos de formação e intercambio entre as famílias; gerar políticas públicas; valorizar os trabalhadores/as e sua produção local; gerar e girar a riqueza produzida no município; promover o desenvolvimento local sustentável; entre outros.

Um dos principais encaminhamentos será a realização de um Seminário de Produtores e Consumidores que acontecerá no dia 20 de novembro de 2014 em horário e local a confirmar.


O grupo irá se encontra novamente no dia 18 de outubro na CES as 13:30hr.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Venha Conhecer a Casa da Economia Solidária - CES de Irati/Pr

  

A CES oferece produtos artesanais (confeccionados em tecido, vidro, papel, plástico, madeira, etc.) para presentes, uso doméstico, ornamentação, etc.) mel, alimentos como: pão caseiro, doces, salgados e em breve haverá produtos orgânicos, como: frutas, verduras, legumes, entre outros.

REDP Participa da 12ª Feira Regional de Sementes Crioulas em Rio Azul/Pr

A Rede de Educação Popular Paraná esteve presente na 12ª Feira Regional de Sementes Crioulas; 1º Encontro Municipal das Mulheres e 1º Encontro Estadual da Juventude Rural em Rio Azul-PR que aconteceu no dia 07 de setembro.

Fonte: Site Prefeitura Municipal de Rio Azul
Veja o vídeo:

video

IESol realiza primeiro Seminário Nacional de Economia Solidária e Tecnologia Social em Ponta Grossa/Pr

DSC03927a


Fonte: IESOL

“Eventos como esse vêm reforçar nosso compromisso institucional de transformação social”, disse o reitor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), nesta terça-feira, na abertura do I Seminário Nacional de Economia Solidária e Tecnologia Social (SENESTS). O evento promovido pela Incubadora de Empreendimentos Solidários (IESOL/UEPG) integra o projeto Fortalecimento da Economia Solidária nos Campos Gerais, patrocinado pela Petrobras e visa promover a consolidação de atividades solidárias junto à comunidade, por meio do processo de incubação e de assessoramento a empreendimentos já inseridos no contexto da economia solidária.

DSC03905a


Ressaltando a necessidade de uma atuação forte da instituição junto à comunidade, Luciano Vargas destacou a criação da IESOL/UEPG, como um programa de extensão, cujo objetivo é fomentar, articular, organizar e consolidar empreendimentos comunitários, a partir dos princípios da economia solidária. “As discussões, apresentação de trabalhos e momentos de integração desse evento, certamente, vão contribuir para que nossa incubadora cresça e se desenvolva, dentro de sua proposta de integrar os princípios da economia solidária às políticas públicas de desenvolvimento local, regional e de segurança alimentar”.
A oportunidade de integração com atores sociais do estado e outras regiões do país também foi destacada pela coordenadora da IESOL/UEPG, professora Reidy Rolim de Moura (Departamento de Serviço Social). Nos dois dias do evento, foram apresentados 38 trabalhos que possuem a economia solidária como estratégia de enfrentamento à pobreza, geração de postos de trabalho e renda e emancipação social.